Nostalgia?

Estava à espera de fazer um grande drama quando acabasse o Secundário. Qualquer coisa parecida ao que aconteceu no 4º ano em que adorava ficar sozinha no quarto quando escurecia, a atirar uma bola saltitona contra a parede ou a olhar para o meu espanta-espíritos.

Agora o que resta do espanta-espíritos está no meu copo de cortiça, junto com a boneca de trapos que a minha avó me fez.

Voltanto aos dramas. A verdade é que, acabadas as aulas vieram os exames. Depois, a colónia de férias e chegar a casa estafada às 18h com Matemática para estudar para o exame de 2ª fase. Desde o final das aulas que estive tão entretida, com tanto ritmo que nem tive tempo nem oportunidade para me trancar no quarto a olhar para o cadáver do meu adorado espanta-espíritos. Nem para atirar bolas contra a parede.

Hoje no exame de Matemática é que, no meio das tortuosas três horas, comecei a pensar que assim que entregasse a prova também terminava, de certa forma, o Secundário. E à tarde, quando, na colónia de férias estava a preparar o palco e um holofote para os miúdos cantarem no singstar, voltou-me a mesma sensação, sem qualquer motivo. E quando cheguei a casa, por volta das 20h30 depois de uma reunião da colónia, apetecia-me trancar-me no quarto e fechar as luzes. Na verdade, apetecia-me hibernar porque não quero arrumar os livros do 12º, não quero escolher um curso em 15 dias, não quero ficar sozinha, não quero despedidas.

 

(por outro lado, estou feliz porque o exame correu bem e arranjei um título piroso para o post)

Babs às 22:13