Blog da Babs

pseudo-importantes

Lista das 101 coisas: Take II; Take I
Playlists: 2; 1

pesquisar

 

arquivo

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

2007:

 J F M A M J J A S O N D

Domingo, 13 DE Fevereiro DE 2011

A propósito do Dia de S. Valentim

Quando se pensa em definir amor dá vontade de escrever algo pomposo. Ou algo pseudo-filosófico. A verdade é que, no fundo, a definição que para mim mais se aproxima da verdade é "gostar de alguém", por mais infantil e simples que isso pareça.

O amor deve, acima de tudo, ser algo natural. Pode ser cego para a idade, para o género, para a etnia, para os hábitos estranhos da outra pessoa e para tantas outras coisas, mas não pode cegar-nos em relação à forma como nos tratam.

Não estou a tentar pregar nenhuma definição nem acho a minha forma de ver o mundo melhor que a de qualquer outra pessoa, mas entristece-me toda esta geração de miúdas capaz de rastejar aos pés de um rapaz, suplicando para lhe dar uma oportunidade.

Existem muitas formas de amor e é pena que nos estejam a impingir esta palhaçada de coraçõezinhos, foleiradas e exageros, dizendo que isto é que é gostar de alguém. Ilude-se as pessoas de que é isso que devem encontrar e obter, a qualquer custo. Grandes paixões, grandes histórias e dramas, deixarmos o amor próprio de lado para alcançar um desses 'amores'.

Enquanto se perdem rios de lágrimas e se inventam dramas, perdem-se também tantas outras formas de amor que, muitas vezes, estão tão próximas e são tão saudáveis. O amor por nós mesmos, os pequenos momentos com aqueles de quem gostamos, o amor por fazer algo de que gostamos.

Acredito e sei que há muito mais para descobrir e explorar se virmos para além desta fantochada e espero que todos vocês, solteiros ou comprometidos, não se sintam sozinhos.

 

Babs às 22:07
sinto-me: com sono
música: 'baby it's fact' - hellogoodbye
Segunda-feira, 04 DE Outubro DE 2010

A Babs e o Blog

O meu irmão tinha uma composição para escrever sobre algo de que se orgulhasse de ter feito e estava sem ideias - além de falar sobre os campeonatos que ganhou no treinadordefutebol.com e noutros jogos online igualmente desinteressantes.

Quando olhei para o tópico, por momentos pensei que, se tivesse no lugar dele, não teria nada para escrever, nem sequer sobre as minhas vitórias em jogos de vídeo. Nem em campeonatos de qualquer desporto, muito menos na vida real. 17 anos e sem nada feito ainda.

A primeira coisa que me ocorreu depois foi o blog. Acho que nunca revelei isto mas tenho mesmo orgulho do blog. Às vezes penso que podia escrever textos mais bonitos (se os conseguisse escrever) ou fazer posts mais regularmente. Mas na verdade, acho que não quero alterar nada, com a excepção talvez de algumas frases mal feitas e de uns posts antigos que me dão comichão. Podem-se rir à vontade - tal como muita gente se riu quando eu raspava bocadinhos de tijolo uns nos outros para fazer um pó que suspostamente ia resultar em barro - mas eu gosto mesmo disto. Gosto de dar o link a toda a gente, gosto de responder aos comentários, gosto de ver alguma coisa e pensar "tenho de escrever sobre isto no blog". Embora não ligue muito ao contador de visitas, gosto quando me dizem no dia-a-dia que visitaram o meu blog, embora muitas vezes, também me sinta um bocado embaraçada e pense que a partir daquele momento tenho de ser mais cuidadosa com os posts para não desapontar ninguém - mesmo que seja só uma ou duas pessoas.

Entretanto, vieram-me à cabeça muitas mais coisas das quais me orgulho. Mesmo que algumas não tenham acontecido propriamente por mérito meu, mas por golpes de sorte ou por "empurrõezinhos" de outras pessoas.

Quanto à composição, o meu irmão lembrou-se daquela vez em que, numa tarde, foi comigo ajudar na campanha do Banco Alimentar. Entretanto, também se lembrou de um golo qualquer que marcou e acabou por escrever sobre ambos. E eu lembrei-me de uma infinidade de coisas que fiz das quais me orgulho: o blog, os concursos, a faculdade, o trabalho na colónia de férias, a cor que escolhi para as paredes do quarto, mas sobretudo, os amigos que consegui fazer (e que me aturam, mesmo quando os ameaço com tiros da minha pistola imaginária para visitarem o blog).

Babs às 21:49
Sábado, 29 DE Maio DE 2010

A Lista dos 30 dias - Dia 28

Day 28 — This year, in great detail

 

Vou fazer outra ver por tópicos porque se me atrever a fazer frases isto acaba num post gigantesco.

Aqui vamos nós:

 

29/5/2009 a 29/5/2010

 

Voluntariado (sim, é a 3ª vez seguida que falo nisto, mas que posso fazer? Eu adoro aquelas raparigas!), a ida do pai para a Escócia, Exames Nacionais e o fracasso do meu método de estudo, Colónia de Férias e ser monitora pela 1ª vez, os 50 miudos e os 10 monitores, gelados, demasiados gelados, praia, ver séries à noite com o meu irmão e deitar-me às 2h da manhã, 12º ano, turma mais fantástica de sempre!, Psicologia, o stress de ed física, o passatempo em que ganhei um caixote de material escolar do Staples, muito tempo ocupado a ver séries e filmes, mais uma tentativa falhada de completar NaNoWrimo mas que foi interessante à mesma, Natal e as comidas e as prendas (incluindo a edição especial do Feiticeiro de Oz), Ano Novo no Alentejo, a carta que enviei a todos os municípios de Portugal para me enviarem informação turística e brindes, os passatempos e as amostras grátis, a espera ansiosa por ter 17 anos!, os 17 anos!!!!, a festa dos 17 anos e as prendas, os filmes que vi (tenho impressão que fui montes de vezes ao cinema), a Futurália e as canetas (e os blocos e os sacos e os lápis), o teatro da escola, Viagem de Finalistas em Barcelona, receber 903833 notificações por dia de comentários das fotos de Barcelona no facebook, aprender a fazer chá no fogão, windows 7, usar o itunes pela 1ª vez e nunca mais o largar, ida ao Porto!!!, ida ao Porto uma semana depois para a final do Concurso de Biotecnologia, tumblr, testes psicotécnicos.

 

Muito resumidamente é isso.


Babs às 18:37
sinto-me:
Quarta-feira, 26 DE Maio DE 2010

A Lista dos 30 dias - Dia 25

Day 25 — Whatever tickles your fancy


Há uns anos quando ia para o Alentejo, a caminho da auto-estrada, via um edifício, com luzes acesas de noite. Sabia que se tratava de uma escola mas não fazia ideia porque havia luz a sair das várias janelas. Também nunca pensei muito no assunto. E desde o ano passado que é o sítio onde faço voluntariado.

 

Mais ou menos o mesmo aconteceu com a minha escola. Olhava para aquelas grades brancas e por detrás parecia-me tudo muito pequeno, muito desorganizado, muito... feio. Nada faria prever que fosse lá conhecer todas estas pessoas que considero meus amigos.

 

E também há uns anos entrava em stress sempre que o meu irmão entrava no meu quarto e tocava nalgumas das prateleiras ou desviava o fogão de brincar 1 cm do sítio. Neste momento tenho a minha secretária no escritório cheia de papelada, livros, cadernos, revistas e dvds, de modo que me vi obrigada a vir para o quarto com o portátil. Quando vim para este quarto há 10 anos também não imaginava que o viria a partilhar com uma irmãzinha e ter de transferir algumas coisas, incluindo os livros, para o escritório. Actualmente quase não venho ao quarto. É pena porque tenho ali os meus desenhos no placar, o meu quadro do Wicked, a minha aparelhagem e a minha caixinha das bugigangas da sorte.

 

Devia reflectir sobre o assunto. Mas o melhor é começar as minhas arrumações.

Babs às 18:52
sinto-me:
Sábado, 22 DE Maio DE 2010

Parabéns ao blog & A Lista dos 30 dias - Dia 21

A Laura lembrou-se que hoje o blog faz 3 anos! Eu deixei sempre passar o aniversário do blog sem comemorações porque... bem, porque nunca me lembrei de tal coisa, mas desta vez tive direito a que me avisassem da data especial. Muito obrigada, Laura!

É incrível que já tenham passado 3 anos. Em Maio de 2007 andava eu a pensar nos exames nacionais e no problema que seria escolher a área. E a ver obsessivamente os episódios dos Ficheiros Secretos na semana de estudo para os exames.

Entretanto, estou aqui a 2 semanas de acabar para sempre o Secundário, a caminho da universidade para o curso-mistério e com três ou quatro exames para fazer.

Se me derem permissão para encher isto de clichés, deixem-me dizer que houve imenso que mudou neste três anos e contudo, passou tudo tão rápido que me sinto exactamente igual à rapariga que andava pela internet a pesquisar questionários para ver as hipóteses de ter sido abduzida.

O secundário não foi como o tinha planeado. Mas consegui fazer tantas coisas - algumas que já desejava há muito tempo - que me sinto satisfeita. Há três tipos de coisas boas: aquelas que imagino e que vivo de tal forma na minha mente que fico com a sensação que foram reais, aquelas que imagino e que acontecem mesmo e aquelas que eu não podia imaginar. Estes três anos foram preenchidos com os três tipos e não podia estar menos feliz, sobretudo por todos os que conheci.

Obrigada também a todos vocês, porque o blog também foi uma das melhores coisas do meu secundário.

 

 


 

Day 21 — Your week, in great detail

 

Onde estava eu com a cabeça quando alterei esta tarefa para hoje? A verdade é que nem me lembro bem do que comi ao jantar, quanto mais.
Esta semana foi particularmente complicada. 3 testes e um trabalho que contou como teste.

Sábado - pois, não sei bem o que fiz. Mas a Madalena fez anos e ainda não tenho as fotos da festa. E vimos uma cena suspeita a acontecer num carro, à noite. (Quer dizer, não vimos propriamente o que estava a acontecer mas deu para entender)

Domingo - andei a seleccionar bocadinhos de vídeos para o fantástico vídeo de final de ano.

Segunda - teste de biologia que correu mal. Ver as apresentações de AP. Começar a editar o vídeo.

Terça - exercícios de matemática, continuar a editar o vídeo, preparar apresentação de Biologia.

Quarta - apresentação de Bio às 8h15, com 90 min para o grupo falar e consequentemente bom tempo de antena para mim. Teste intermédio de Mat. Ver o episódio do Glee (com a Rita). Receber testes psicotécnicos. Reler o relatórios dos testes milésimas vezes para descobrir alguma mensagem por detrás do aparente resultado de que posso ser desde agricultora a secretária.

Quinta - mostrei a todos os resultados dos psicotécnicos. Hora de almoço mais pequena de sempre, porque esperei imenso tempo que chegasse a minha omelete e o grupo de AP do filme apresentou o trabalho a meio do nosso tempinho de almoço.

Sexta - vejam no post de ontem!

Sábado - vi desenhos animados de manhã, compras à tarde, trabalho de AP à mistura e agora: DORMIR.

Babs às 23:51
sinto-me:

pesquisar

 

Maio 2012

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28
29
30
31

comentários recentes

  • Ola Sara! No project free tv ha as 3 primeiras tem...
  • Olá :) Podes-me dizer onde viste os episódios da R...
  • Ai, a inveja que eu tenho de ti! ;) Essa cidade é ...
  • por acaso eu também gosto de ter o meu quarto semp...
  • fico muito contente que te tenhas divertido em lon...
  • Em relação ao último post, eu tenho a mesma perspe...
  • Olá BárbaraDesculpa chatear através dos comentário...
  • Olá! Desafiaram me a fazer uma tag que tinha de re...
  • Tenho um desafio para ti no meu blog (http://senti...
  • não consigo comentar o post do aniversário do teu ...

arquivo

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

2007:

 J F M A M J J A S O N D

blogs SAPO


Universidade de Aveiro